Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

12 de dez de 2013

O.M. AÏVANHOV – 12 de dezembro de 2013




Em torno de um Fogo.

Então, eu volto entre vocês para juntar-me à Festa.
Então, está certo, para escutar-me, vocês são obrigados a sentar-se e estar na calma.
Então, não vou ficar muito tempo, para que vocês possam mover-se um pouco e aproveitar do movimento do Fogo.

Como eu disse, eu sempre gostei das discussões ao pé da lareira, quando de minha última encarnação.
O Fogo, nós dissemos muitas coisas sobre ele.
O Fogo, como eu já disse quando de uma intervenção anterior, é o Elemento que domina, de algum modo, ao nível dos Elementos.
É o Fogo que permite o movimento.
Sem o Fogo, a Água estagna.
É pela presença do Sol que a água evapora e pode voltar à circulação por toda esta Terra.
Aí está um exemplo.
É similar para o Ar, como para a Terra.
É o calor que cria os movimentos do Ar.

Continuando...

O Fogo está localizado em Alfa, ao nível do Espírito, então, é claro, todos os Elementos estão presentes por toda a parte, mas cada um dos Elementos reina em uma parte precisa do Reino do Um.
Eu aproveito, também, para fazer a relação com o que foi dito, concernente ao Verbo Criador.
Eu lhes disse, o Verbo Criador é Cristo.
Eu lhes disse, igualmente, que o Verbo Criador era a reunião de duas Polaridades, porque não pode haver Criação sem as duas Polaridades, que vocês chamam, também, Masculina e Feminina ou, também, positivo / negativo.
Pouco importa.

Na realidade, as Polaridades são bem diferentes de tudo o que vocês podem imaginar.
As Polaridades são, igualmente, desenvolvidas ao nível da Gota Vermelha e da Gota Branca, e reencontra-se o vermelho e o branco nos Elementos.
A chama é vermelha e a luz é branca.
A água é branca e o sangue é vermelho.
Aliás, foi dito, ao nível das profecias, que as águas da Terra iam tornar-se vermelhas, e é verdade.
Por quê?
Porque é muito simples: disseram-lhes que tudo estava invertido.
Então, sobre a Terra, a Polaridade feminina é o vermelho.
A Polaridade masculina é o branco.
Do outro lado do Véu, é o inverso.
Então, tudo isso pode dar alimento para o mental, mas, como vocês já queimaram tudo, eu posso falar-lhes disso agora sem vir criar reflexões demasiado complicadas.

Tudo isso eu lhes digo para que vocês possam reconhecer que as Polaridades estão presentes por toda a parte.
Da mesma maneira, as duas Polaridades estão presentes ao nível do Verbo Criador, porque não pode haver Verbo Criador sem as duas polaridades, eu já disse isso.
E isso é perfeitamente representado por onde saem as palavras, ou seja, a boca.
A boca, poder-se-ia dizer que ela representa o símbolo do Feminino, com os lábios, e o símbolo do Masculino, com a língua.
Aliás, vocês poderão procurar ao nível do feto: há uma relação muito clara entre os órgãos sexuais e a boca, se isso lhes interessa, vocês encontrarão, facilmente, a relação.
Nada pode ser criado sem o Fogo que vem fecundar e sem a Água que vem agenciar.
Assim é de seu Sol, que fecunda, por seus raios, a Terra, sem parar e, sem isso, não poderia haver vida sobre a Terra.

Então, uma vez a fecundação efetuada, a Criação é, certamente entregue nas mãos do Feminino, passando do Masculino ao Feminino.

É preciso que vocês compreendam isso: o Feminino e as mulheres em encarnação não criam apenas os filhos.
Elas têm um papel primordial ao nível dos pensamentos coletivos, assim como ao nível de todas as palavras que são pronunciadas.
Então, há o Feminino em cada um, obviamente, mas, de qualquer forma, as Polaridades não estão equilibradas em seu mundo, vocês sabem muito bem disso.

Poder-se-ia dizer, se retomamos as palavras do Apocalipse segundo São João, é feita referência à Grande Prostituta.
Isso faz referência ao Feminino que emite pensamentos da dualidade, da separação e, nesse mundo, o Feminino foi tão sufocado, desvalorizado, que ele não pode emitir ideias, pensamentos leves.
É o que volta, agora, para vocês e em vocês.

Retomando a responsabilidade de seus pensamentos, ou seja, dando a eles a força ou deixando-os passar, vocês escolhem imprimir tal ou tal orientação para esse mundo e, quanto mais vocês imprimem a Transparência, mais a Luz aparecerá sobre esse mundo.

Compreendam, igualmente, que se nós celebramos com vocês, é porque, quando nós celebramos, quando fazemos a Festa, emitimos, juntos, a Leveza, a Alegria, e isso se imprime, tanto mais que vocês desenvolveram sua capacidade para acolher a Luz.

Então, vocês são filhos que acolhem a Luz, mas, ao mesmo tempo, pelo acolhimento sem julgamento, pelo acolhimento leve do que vem para vocês, vocês retransmitem a Luz sobre esse mundo, vocês se tornam criadores da Nova Realidade, da revelação da Luz, da dissolução da Ilusão.

Então compreendam, efetivamente, que vocês não estão aí para fazer turismo, mas que é aproveitando, sendo leves, que vocês sustentam, o melhor possível, a revelação da Luz.

Há um tempo para reunir o Fogo, há um tempo para acender o Fogo.
Isso vocês já fizeram, de acordo?

Então, resta-lhes apenas olhar o Fogo, aproveitar de sua Dança e dançar com ele.
Assim, sem o querer, vocês fazem crescer o Fogo que vem sobre a Terra.
É um pouco o problema na Humanidade: ou vocês pensam que têm uma missão, ou que nada havia a fazer.
Vocês não compreenderam que nada fazer na Leveza, no acolhimento, na Festa era sua missão.

A Celebração não é, unicamente, quando vocês tiverem partido.
A Celebração é Agora, porque a Celebração é o Fogo que vem limpar esta Terra.
Então, não esperem ver Maria, Cristo e toda a banda para fazer de vocês pilares de Luz, ou seja, pilares felizes, não da alegria que é ligada ao prazer da carne, mas da Alegria do Êxtase que há ao olhar a Luz em Ação.

Creio que eu acabo de fazer a relação com a Graça em Ação, não está mal porque, olhem: a Graça em Ação é viver a Festa no interior, a cada instante.

Então, vou, se há questões, responder a elas.

Q: Qual é o efeito do Fogo no corpo físico, quando se está em face do Fogo?

O efeito do fogo é um pouco a mesma coisa que com o Sol, exceto que o Sol é muito mais potente.
Se você se coloca em face do Sol, pode sentir que ele vem fecundar cada célula de seu corpo.
Ele vem, igualmente, amplificar seu próprio Fogo.
Portanto, o Fogo atiça o Fogo e permite a Criação.

O Fogo com a madeira, como agora, contém os seres que vivem no Fogo, e esses seres, vocês podem falar com eles, podem comunicar-se com eles.
É similar para todos os Elementos.

Todos os Elementos são habitados por criaturas diferentes.
Para simplificar, eu lhes disse para comunicar-se com o Anjo do Fogo, eu creio.
Então, chamem as criaturas do Fogo e vocês verão o que acontece em si.
Não é, simplesmente, um pedaço de madeira que queima: é o Fogo que vem nutrir, é o Elemento Fogo que está aí, e são os seres de Fogo que podem partilhar com vocês, se vocês o quiserem.

Da mesma maneira, se você vai à margem de um rio ou à beira-mar, quando você se banha ali, pode comunicar-se com todos os Elementos, todos os seres que povoam o mar e a Água.

Eu testemunhei, em minha vida, ao ter ido fazer uma comunhão para ajudar a Água, eu me apresentei no mar, havia entrado na Água, e o Amor era tão grande com as criaturas da Água, que elas não conseguiram levar-me com elas, e isso não é bajulação.

Você não pensa o bastante, você não vive o bastante a Comunhão com tudo o que É.
Pergunte, por exemplo, a esse canal, o que foi feito com todas as árvores da região.
Ele não dormiu por dois dias.
Porque tudo pode vir sustentar a Luz.
Os Elementos podem estar ao serviço da Luz ou podem ser desviados, porque eles não têm a noção do Bem ou do Mal.
É similar para as árvores, para a natureza.

Então, se os seres que vivem a Luz não pedem à natureza, eles não pedem aos Elementos para virem sustentar a Luz, para que isso serve?
Você compreende o que eu quero dizer?
Sim.
Muito bem.
Eu me inflamei um pouco!

Mas compreenda, efetivamente, que é porque isso atiça o Fogo em mim: ver, por vezes, o Amor inutilizado, ou seja, o Amor que está aí, presente, pronto para servir, que vem e que espera.

Por que vocês acreditam que, aqui, a vibração é assim?
Então, é claro, nós temos preparado as coisas, mas, também, porque nós temos pedido ao humano, aí, no qual eu estou, para fazer um trabalho, chamar o apoio de todas as forças em presença, levando-as a unir-se com a Fraternidade Branca Universal ou o Coletivo dos Filhos do Um, é similar.

Há outras questões?

Q: Então, as sereias existem, uma vez que elas não conseguiram levá-lo...

Então, as sereias, efetivamente, são oriundas da Verdade.
Esse não é, exatamente, o nome que é dado às criaturas da Água, mas a lenda das sereias vem daí.
E sim, as sereias existem, é claro.

Todos os seres fantásticos são oriundos da Verdade.
Tudo isso existe: os gnomos existem, as salamandras existem. E vocês sentem, aí, todos esses seres que se evocam, eles estão aí, eles estão prontos para vir ajudar.

Então, é preciso prestar atenção, porque a lenda das sereias não é completamente errônea.
Elas podem, efetivamente, arrastá-lo, elas estão muito próximas da Humanidade, e podem, em alguns momentos, criar laços muito fortes.
Mas atenção, quem diz laços diz aprisionamento.
E depois, elas são um pouco ciumentas, mas, bem, esse não é o problema...

Q: No verão, eu sempre vou nadar no mar e, ao entrar na água, eu agradeço as forças da Água por deixar-me entrar na Água, e vou nadar muito longe, a trezentos metros, e eu peço às forças da Água para levar-me, porque vou ao largo, para comungar com os Elementos. Será que está bem chamá-los para isso?

É exatamente o que eu disse, está muito bem chamar as forças da Água.
Você pode chamar os seres, mas, ainda uma vez, atenção: o chamado não é, unicamente, com as palavras, é o Coração, e quanto mais você dá o Amor aos Elementos, mais eles lhe dão o Amor.
Então, se eu estivesse a trezentos metros, no momento em que eu fosse atraído pelos seres da Água, isso teria sido um pouco complicado.
Tente, primeiro, fazer isso à beira da água, é melhor.

Q: Você poderia falar-nos da Dança do Fogo?
Será que ela pode ser dançada em todos os níveis físicos, para comungar?

Então, é muito simples, você chama o Fogo em si, para mostrar, em você, o que ele faz.
Você não procura copiar o Fogo diante de si.
Você o olha em si e deixa-o fazer o movimento, e você verá: o movimento está aí.
E é muito fácil, você pode segui-lo.

Então, aí, você faz a Dança do Fogo.
A Dança do Fogo não é colocar um fogo no meio e girar ao redor fazendo «la, la, la!».
Isso, disseram e repetiram: preste muita atenção, apoie-se, unicamente, no que você vive.

Estamos aí para vir ajudá-los a viver a Luz, a viver o Fogo, viver a Água, viver o Ar, a Terra, tudo.
Viver o retorno à Unidade, viver o retorno de Cristo.
Tudo isso se faz na Leveza, se não há alguém que venha tentar recuperar o que é vivido para fazer o inteligente.
Felizes os simples de espírito...

Quando você quer saber algo, o mais simples não é perguntar no interior, perguntar ao Coração para dizer-lhe o que é?
Você ficará surpreso, porque o Coração responde o tempo todo.
Você pode viver a resposta no corpo, não há necessidade de palavras, não há necessidade de compreender: há necessidade de viver.

Então, espere para perguntar ao Coração.
Primeiro, você me pergunta, apenas aí, por alguns minutos, mas, quando você me pergunta, você pergunta ao Coração, em Verdade, porque é no Coração que eu venho dar a resposta.
É similar, dissemos: o que está no exterior está no interior.
Você pode dar a questão no ar e recuperá-la no Coração.

Q: Então, deve-se ser capaz de dançar a Verdade de cada Elemento com uma Dança diferente...

Então, se você começa por dizer-se que vai viver a Dança de cada Elemento, isso pressupõe que há Dança de cada Elemento.
Se você quer viver a Verdade de cada Elemento, peça para viver o Elemento, viver a Verdade do Elemento, viver seu movimento e, efetivamente, é uma Dança, mas isso deve vir de dentro.
É, sempre, melhor viver o Elemento na presença do Elemento porque, naquele momento, os seres que povoam o Elemento estão presentes.
É por isso que viver o Fogo em torno de um fogo é muito melhor do que vivê-lo na sala de meditação, mesmo se haja uma vela, não é, de modo algum, similar.
E é ainda melhor em face do Sol.

Q: Você sempre disse que é o Sol da manhã que é o melhor.
Mas, onde eu me encontro, é no início da tarde que eu me encontro em face do Sol...

O melhor é viver o Sol quando ele está aí.
É certo que o Sol da manhã é muito, muito especial, mas não é preciso acreditar na minha palavra.
É preciso ver a diferença.
Tente pela manhã, tente quando ele está alto, ao meio-dia, tente à tarde e, se você prefere à tarde, faça-o à tarde.

O problema é que, assim que se diz algo, vocês fazem disso uma regra, e aí é complicado!
Então, por exemplo, eu digo: não é mais tempo de protocolos, mas, aí, impingem-lhes protocolos.
Então, vocês fazem o quê?
Vocês saem pela manhã, durante os protocolos, ou tentam, de qualquer forma, para ver se está bem?

Você tentou e você viu.
Talvez você refaça isso, talvez não.
O importante é ver o que isso faz em você, na consciência, o que é que isso traz ao nível da transformação.

O que eu quero dizer é que não é o tempo do trabalho.
Então, os protocolos eram, frequentemente, um esforço, mas, aí, vocês estão compreendendo que o protocolo ou a meditação ou pouco importa, isso pode fazer-se na Alegria, na Festa.

Há um tempo para tudo.
Aí, é o tempo da Celebração e, se se celebra com pedras na mão, está muito bem também.
Está muito bem celebrar o Sol ao meio-dia ou pela manhã.
Está bem, também, celebrar à noite, por que não?
Vocês não são obrigados a fazer a cabeça à noite.

Q: E se habitamos onde não há Sol, imaginemos?

Então há, forçosamente, um pouco de Sol em algum lugar.
Há, forçosamente, um momento em que o Sol está aí ou, senão, você não habita, verdadeiramente, sobre esta Terra, o que pode ser verdade.
Mas você pode reforçar os Elementos, como se faz aqui, com um fogo.
Então, se é para fazer subir o emocional, para dizer “uau”, se é em face do Fogo, isso para nada serve.
Se é para escutar o que lhe diz o Fogo no interior, então, aí, isso pode ser interessante e, se não é interessante, siga seu caminho.

Então, amanhã, vocês vão passear, isso, também, é muito bom, porque é diferente, isso lhes mostra que não há necessidade de ficar em uma cadeira para ascensionar.
Aliás, não se decidiu, ainda, se se faria subir as poltronas ou não, vamos ver!

Então, para hoje, eu lhes digo até logo.
Vou dizer-lhes a mesma coisa que na última vez: não sei se volto ou não, mas eu chego, de qualquer forma, a esgueirar-me, e não pego o lugar errado, eu o vejo bem.
Mas eu creio que era importante passar esse momento juntos.
Era uma bela oportunidade.

Recebam todo o meu Amor.
Continuem na Alegria, continuem a celebrar e reencontramo-nos muito, muito rapidamente do outro lado.
Até breve.

----------------------------
Transmitido por Ar.

3 comentários:

  1. Continuem na Alegria, continuem a celebrar e reencontramo-nos muito, muito rapidamente do outro lado.

    ResponderExcluir
  2. Inacreditável... Só no Coração mesmo, para vivenciar...

    Outro abraço!

    Até Breve!

    ResponderExcluir
  3. "O Fogo está localizado em Alfa, ao nível do Espírito. Então, é claro, todos os Elementos estão presentes por toda a parte, mas cada um dos elementos reina em uma parte precisa do Reino do Um.

    "O Verbo Criador é Cristo.
    "Eu lhes disse, igualmente, que o Verbo Criador era a Reunião de duas Polaridades, porque não pode haver Criação sem as duas Polaridades, que vocês chamam, também, Masculino e Feminino ou, também, positivo / negativo. Pouco importa.

    "Quanto mais vocês imprimem a Transparência, mais a Luz aparecerá sobre esse mundo. ...Então, vocês são Filhos que Acolhem a Luz, mas, ao mesmo tempo, pelo Acolhimento sem julgamento, pelo Acolhimento Leve do que vem para vocês, vocês Retransmitem a Luz sobre esse mundo, vocês se tornam Criadores da Nova Realidade, da Revelação da Luz, da Dissolução da Ilusão.

    "A Celebração não é, unicamente, quando vocês tiverem partido .
    "Então, não esperem ver Maria, Cristo e toda a banda para fazer de vocês Pilares de Luz, ou seja, Pilares Felizes, não da alegria que é ligada ao prazer da carne, mas da Alegria do Êxtase que há ao olhar a Luz em Ação.

    "A Celebração é Agora, porque a Celebração é o Fogo que vem limpar esta Terra.
    "A Graça em Ação é Viver a Festa no Interior, a Cada Instante.
    "Então, resta-lhes apenas olhar o Fogo, aproveitar de sua Dança e dançar com Ele. Assim, sem o querer, vocês fazem crescer o Fogo que vem sobre a Terra."

    ResponderExcluir