Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

13 de dez de 2013

Anna – 13 de dezembro de 2013


Bem amados, eu sou Anna, Estrela da passagem que corresponde à Porta Estreita ou chamada ponto OD.
Eu venho, com alegria, saudá-los, oferecer-lhes todo o meu Amor, mas, igualmente, aportar-lhes algumas precisões concernentes ao que vocês chamam o acolhimento de Cristo.
Mas, antes de começar, eu lhes proponho comungar no silêncio, nesse mesmo coração de Amor.

(comunhão silenciosa)

Irmãos e irmãs, vou relatar um pouco o que eu vivi, na época em que estava encarnada nesse mundo, quando eu andei ao seu lado.
Não para nutrir seu mental de aspectos históricos, mas para partilhar com vocês a noção de Acolhimento de Cristo, como eu o vivi.
Isso, para acompanhá-los e, talvez, para permitir-lhes mais clareza, facilidade e fluidez em relação a esse acolhimento.

Então, é claro, vocês sabem, de certo ponto de vista não há acolhimento, uma vez que é o que vocês são, em Verdade.
Basta-lhes, simplesmente, aceitar ver a Realidade que vocês são e é, efetivamente, nesse face a face com o que vocês nomeiam Cristo, Ki-Ris-Ti ou, ainda, Ahura-Mazda, pouco importa o nome, porque são palavras.
Mas aí está, vocês sabem o que vocês são.
E, quando você solta, quando para de aderir ou de identificar-se ao que quer que seja desse mundo, sua Natureza Cristo, Ki-Ris-Ti reaparece, muito naturalmente, jorrando do coração do Coração.

Quando eu andei sobre esse mundo, eu portei – se posso dizer – a Presença Cristo, porque aceitei tudo perder para reencontrar a minha natureza Profunda.
Eu aceitei inclinar-me, recusei esse pesadelo, essa ilusão, não denegrindo-a, mas aceitando-a como tudo o que eu não sou.
E é assim que, pouco a pouco, deixando Cristo emergir, retomar o lugar, que Anna apagou-se, fundiu-se na Presença Ki-Ris-Ti, essa presença Solar que lhes é pedido deixar emergir, novamente, hoje.

São Casamentos; nada há de mais belo porque, aceitando Desposar Cristo, vocês se desposam a si mesmos.
Para isso, é-lhes pedido, obviamente, como já foi dito, não mais aderir a qualquer dualidade, a tudo o que pode, ainda, separar ou limitar, porque isso não é a Realidade, porque isso não é o que vocês são.

Desposar Cristo é abandonar-se, é morrer para si mesmo, para renascer em plena Luz, em plena clareza e em plena Evidência do Amor que vocês são.
Isso pode demandar coragem e, no entanto, é simples, quando, simplesmente, vocês aceitam o que vocês são, de toda a Eternidade, porque nada mais há do que o Amor.
Vocês sabem disso.

Em minha vivência nesse mundo, tanto como vocês, eu aprendi a inclinar-me, eu aprendi a Humildade.
Essa pequenez que lhes permite atravessar a porta Estreita, porta estreita que, quando vocês a tenham cruzado, se posso dizer, não tem existência alguma, realidade alguma.
Mas, antes de ver isso, é preciso aceitar ser, realmente, humilde, e inclinar-se e ver, sobretudo, com clareza, que vocês nada são de tudo o que acreditam.
Então, não creiam em mais nada, parem de amontoar seus arquivos interiores, porque tudo vai evaporar.
Tudo evapora, tudo é dissolvido quando vocês deixam o Fogo queimar, consumir a miragem, consumir o sofrimento.

Cabe a vocês decidir se desejam que isso aconteça na Fluidez ou não.
Nós estamos aí, diante da porta, eu estou aí, eu, Anna, eu os tomo pela mão em Cristo e, ao mesmo tempo, espero-os diante dessa porta.
Então, para aqueles que ainda não a cruzaram, é tempo.
É tempo de abandonar-se, é tempo de esquecer-se.
Porque esse tempo do Natal é o tempo do Amor, é o tempo dos Reencontros e, sim, é uma Festa.
Juntem-se à Festa, bem amados, porque vocês a ela são convidados.

(silêncio)

Quando Cristo está aí, em vocês, e retomou todo o lugar, nada mais será como antes.
É um passo para o Desconhecido, é aceitar que o Desconhecido penetre-nos, se posso dizer assim, perfure-nos, atravesse-nos desse Fogo de Amor.
É uma espécie de sacrifício, de fato.
E, no entanto, é um Renascimento, então, o que vocês veem aí?
Uma ameaça ou os Reencontros?
Reencontros, ou com sua família estelar, ou com Ki-Ris-Ti, a Fonte ou, ainda, o Absoluto, o Silêncio do Amor.

Sempre foi dito que seria feito segundo sua Vibração, segundo onde vocês se colocam.
Então, eu diria, cabe a vocês jogar e a vocês parar todo jogo.
Tal é o preço da Liberdade.
Aceitar tudo perder para TUDO reencontrar.

Eu os amo, irmãos e irmãs bem amados, eu estou em vocês, em Cristo.
Eu sou o que vocês são.
Eu os abraço e abraso-os com meu Amor Ardente, esse Amor que vocês jamais deixaram.
Cabe a vocês reencontrá-lo.

Irmãos e irmãs na humanidade, eu lhes digo até muito em breve e até sempre, no Amor.

----------------------------------

Transmitido por Séverine.

4 comentários:

  1. Então, é claro, vocês sabem, de certo ponto de vista não há acolhimento, uma vez que é o que vocês são, em Verdade.

    Quando eu andei sobre esse mundo, eu portei – se posso dizer – a Presença Cristo, porque aceitei tudo perder para reencontrar a minha natureza Profunda. Aceitei inclinar-me, recusei esse pesadelo, essa ilusão, não denegrindo-a, mas aceitando-a como tudo o que eu não sou.

    Desposar Cristo é abandonar-se, é morrer para si mesmo, para renascer em plena Luz, em plena clareza e em plena Evidência do Amor que vocês são.

    Então, não creiam em mais nada, parem de amontoar seus arquivos interiores, porque tudo vai evaporar. Tudo evapora, tudo é dissolvido quando vocês deixam o Fogo queimar, consumir a miragem, consumir o sofrimento.

    Sempre foi dito que seria feito segundo sua Vibração, segundo onde vocês se colocam. Então, eu diria, cabe a vocês jogar e a vocês parar todo jogo. Tal é o preço da Liberdade.

    ResponderExcluir
  2. Anna, Amada Anna, só mesmo diante do Amor, é possível entregar-se sem reservas. Assim É. Relatou-nos, sua vivência, contaminando-nos, para não nos intimidar-nos, diante do falso abismo.

    Realmente, a cada leitura, existe um grito, dentro de nós: 'Invada- nos! Não saia de dentro de nós!

    Assim Seja!

    ResponderExcluir
  3. Ainda não consegui entender ou perceber o que é "aceitar perder tudo". Tudo o quê? Os bens materiais, os amigos, a família, o trabalho, a forma de viver, etc? Se alguém conseguiu entender, por favor, transmita-me esse entendimento através o meu email;layssa3000@hotmail.com. Obrigada. Layssa

    ResponderExcluir
  4. "Bem amados, eu sou Anna, Estrela da Passagem que corresponde à Porta Estreita ou chamada OD.
    "Quando eu andei sobre esse mundo, eu portei - se posso dizer - a Presença Cristo, porque aceitei tudo perder para Reencontrar a minha Natureza Profunda.

    "Quando você Solta, quando para de Aderir ou de Identificar-se ao que quer que seja desse mundo, sua Natureza Cristo, Ki-Ris-Ti Reaparece, muito naturalmente, jorrando do coração do Coração.
    "Essa Presença Solar que lhes é pedido deixar Emergir, novamente, hoje. ...Retomar o lugar.

    "São Casamentos; nada há de mais belo porque, aceitando Desposar Cristo, vocês se desposam a si mesmos.
    "Desposar Cristo é Abandonar-se, é morrer para si mesmo, para Renascer em Plena Luz, em Plena Clareza e em Plena Evidência do Amor que vocês São.

    "Em minha vivência nesse mundo, tanto como vocês, eu aprendi a inclinar-me, eu aprendi a Humildade. Essa pequenez que lhes permite atravessar a porta Estreita.
    "É preciso aceitar ser, realmente, humilde, e inclinar-se e ver, sobretudo, com clareza, que vocês nada são de tudo o que acreditam. ...Que vocês São, de toda a Eternidade, porque nada mais há do que o Amor.

    "Eu, Anna, eu os tomo pela mão em Cristo e, ao mesmo tempo, espero-os diante dessa porta.
    "Então, para aqueles que ainda não a cruzaram, é tempo. É tempo de abandonar-se, é tempo de esquecer-se. Porque esse Tempo do Natal é o Tempo do Amor, é o Tempo dos Reencontros.
    "Reencontros, ou com sua Família Estelar, ou com Ki-Ris-Ti, a Fonte ou, ainda, o Absoluto, o Silêncio do Amor.
    "Sim, é uma Festa.
    "Juntem-se à Festa, bem amados, porque vocês a ela são Convidados."

    ResponderExcluir