Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

25 de set de 2013

BIDI – 25 de setembro de 2013


Eu sou Bidi.
Primeiro, eu venho dizer-lhes que estou feliz de partilhar esse espaço com vocês.

Hoje, vamos falar do que pode impedir de viver o que nós chamamos o Absoluto.
De fato, alguns de vocês puderam viver isso aplicando o método da refutação, mas outros não puderam realizá-lo.
Por quê?

Primeiro, eu os lembro de que o Absoluto sempre esteve aí.
Ele está aí, neste momento preciso.
Por outro lado, não há pessoa alguma que tenha mais facilidade ou mais doações que lhe permitam dar o passo.
Eu os lembro de que é a pessoa que os mantêm em sua ilusão.
É um pouco como se vocês estivessem debatendo-se sob a água: basta-lhes cessar todo movimento para subir à superfície.

Reencontrar o Absoluto é, simplesmente, fazer cessar todos os movimentos de sua consciência que se agarra à pessoa ou ao «Eu sou».
É encontrar a confiança e a coragem de soltar aquilo que vocês têm. Porque aquilo que vocês têm está fixado no fundo da água.
Aqueles que o viveram podem testemunhá-lo: quando vocês retornam ao Absoluto, tudo se torna extremamente leve, e vocês percebem a energia de que precisavam para mantê-los na ilusão.

Manter-se na ilusão exige de vocês um esforço além do que possam pensar, como o mergulhador que deve desenvolver sua força e do material para permanecer sob a água.
Naturalmente, ele sobe à superfície.
Os pesos que os mantêm foram evocados por numerosos intervenientes, em numerosos períodos.
Aquele que eu evocarei hoje, prioritariamente, é seu hábito para julgar, seu hábito para avaliar as situações, seu hábito de tentar saber o que é bom ou mau, o que é fluido ou difícil.
Tudo isso é entregar seu poder à sua pessoa e, especialmente, ao mental.
Isso apenas pode arrastá-los ao fundo da água.

Então, como desembaraçar-se desse fardo?
Primeiro, vocês querem isso, verdadeiramente?
Vocês querem, verdadeiramente, cessar o conjunto de julgamentos?
Se sim, isso é muito fácil: quando o julgamento ou avaliação de uma situação ou de uma pessoa chega, olhem-no, simplesmente, sem julgar.
Não se trata de consignar um julgamento sobre um julgamento, mas deixá-lo passar, ele desempenha o papel dele. Mas vocês não têm necessidade de aderir.
Os julgamentos solidificam sua posição na ilusão.

Eu lhes proponho viver um instante de Silêncio, para deixar o tempo de integrar o que eu acabo de partilhar.

[Silêncio]

Saibam que seu mental detém, nele, a capacidade de sair do aprisionamento do mental.
É o que nós chamamos a refutação.

Peçam ao seu mental para provar-lhes a inteligência dele. Notadamente não se apoiando em qualquer crença de espécie alguma. E vejam o que ele vai propor-lhes.
Não deixem espaço para ele.
Ele deve entregar-lhes a resposta.

A força e a coragem que vocês põem na busca da Verdade é seu salvo-conduto para retornar ao Absoluto que é Verdade.

Aí estão as palavras que eu queria partilhar com vocês hoje, mas eu lhes proponho continuar nossa partilha no Amor.

[Continuação da Partilha em Silêncio]

Aí está o que vem ilustrar, perfeitamente, meu ponto: o mental pode ser excedido por minha maneira de falar, de exprimir-me a vocês, mas se vocês põem seu poder alhures, então, é-lhes possível discernir diferentemente, discernir com o Coração.

Eu terminarei dizendo-lhes que pouco importam as boas maneiras, pouco importam as convenções, só o Amor, a força e a coragem, podem restituir-lhes sua Liberdade, não fazendo qualquer concessão à Verdade.

Eu os saúdo, e eu lhes digo, certamente, até muito em breve.

------------------------

3 comentários:

  1. Reencontrar o Absoluto é, simplesmente, fazer cessar todos os movimentos de sua consciência que se agarra à pessoa ou ao «Eu sou».

    Os julgamentos solidificam sua posição na ilusão.

    A força e a coragem que vocês põem na busca da Verdade é seu salvo-conduto para retornar ao Absoluto que é Verdade.

    ResponderExcluir
  2. "Eu os lembro de que o Absoluto sempre esteve aí. Ele está aí, neste momento preciso.
    "Eu os lembro de que é a pessoa que os mantém em sua ilusão.
    "Reencontrar o Absoluto é, simplesmente, fazer cessas todos os movimentos de sua consciência que se agarra à pessoa ou ao Eu Sou.

    "É um pouco como se vocês estivessem debatendo-se sob a água: basta-lhes cessar todo movimento para subir à superfície.
    "Quando vocês Retornam ao Absoluto, tudo se torna extremamente leve.

    "É seu hábito para julgar, seu hábito para avaliar as situações, seu hábito de tentar saber o que é bom ou mau, o que é fluido ou difícil. Tudo isso é entregar seu poder à sua pessoa e, especial mente, ao mental.
    "Isso apenas pode arrastá-los ao fundo da água.

    "Quando o julgamento ou avaliação de uma situação ou de uma pessoa chega, Olhem-no, Simplesmente, sem Julgar.
    "Não se trata de consignar um julgamento sobre um julgamento, mas Deixá-lo Passar, ele desempenha o papel dele. Mas vocês não têm necessidade de aderir. Os julgamentos solidificam sua posição na ilusão.
    "Saibam que seu mental detém, nele, a capacidade de sair do aprisionamento do mental. É o que nós chamamos a Refutação.

    "Só o Amor, a força e a coragem, podem restituir-lhes sua Liberdade, não fazendo qualquer concessão à Verdade.
    "A força e a coragem que vocês põem na busca da Verdade é seu salvo-conduto para retornar ao Absoluto que é Verdade."

    ResponderExcluir
  3. "Então, como desembaraçar-se desse fardo?
    Primeiro, vocês querem isso, verdadeiramente?"
    SIMMM!

    "A força e a coragem que vocês põem na busca da Verdade é seu salvo-conduto para retornar ao Absoluto que é Verdade."
    AMÉMMM!

    ResponderExcluir