Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

16 de set de 2013

ANAEL – 16 de setembro de 2013


Eu sou Anael, Arcanjo.
Tomemos um momento para comungar...

Efusão

O que eu direi, hoje, vem, naturalmente, na sequência do que Maria partilhou com vocês ontem.
Como vocês já compreenderam, pelas diferentes mensagens que temos comunicado, mas, igualmente, pelos testemunhos de seus irmãos e irmãs que vivem a Graça em Ação, isso vai muito rápido, demasiado rápido para que suas ferramentas tradicionais, que lhes permitiram funcionar nesse mundo até o presente, possam ser-lhes de qualquer utilidade.
Vocês não poderão antecipar os eventuais obstáculos, porque não terão o tempo para isso.

Inscrever-se na Ação de Graça é, portanto, ser transparente, deixar-se percorrer, deixar desfilarem as ações, uma por uma, sem qualquer expectativa.
É evitar, tanto quanto possível, deixar seu mental catalogar os eventos como «isso é fluido» ou, ao contrário, «há um bloqueio», porque tudo, absolutamente tudo é Graça.
A Graça orquestra, de maneira minuciosa, o ritmo do que deve advir.
Não há, jamais, erro, mesmo se tudo pareça tornar a fechar-se diante de vocês.

Não procure compreender o porquê, o como.
Isso não tem qualquer importância.
Há mil e uma razões que fazem com que os obstáculos apresentem-se; há mil e uma razões que fazem com que eventos que você qualifica de maravilhosos, de mágicos apresentem-se a você.
Aceitem-nos, com a mesma leveza, com a mesma transparência.
Isso lhe garantirá viver a Graça em Ação.
Mas, a partir daquele momento, não é mais você que decide.
Você não pode vivê-lo pela metade.
A Graça o quer inteiro.

Quanto mais você desaparece da realização de suas próprias ações, mais as ações serão portadas pela Graça.
Isso já lhe foi dito: você não tem necessidade de ocupar-se de seu corpo, ele próprio o faz, perfeitamente.
Do mesmo modo, você não tem necessidade de trabalhar nesse mundo: o trabalho estabelece-se por si mesmo, utilizando, se necessário, seu corpo, seu coração, seu mental.

Se você se equipa de sua bicicleta, como dizia o Comandante dos Anciões, então, decide viajar diretamente nesse mundo.
Deixando agir a Graça, você não está mais limitado às direções que possam tomar uma bicicleta.
Você pode tanto decolar, voar, viajar sob a terra, teleportar, desaparecer, bi-localizar-se.
Soltando a bicicleta, você perde uma ferramenta que lhe permite ir mais rapidamente do que a pé, mas ganha a possibilidade do ilimitado.

Então, irmãos e irmãs, cabe a vocês ver, mas eu devo adverti-los que, se levam suas bicicletas no fluxo da Graça, isso arrisca ser relativamente turbulento, ou mesmo doloroso para vocês, porque a Graça não se atravanca de boas maneiras.
Ela realiza o que deve ser, com ou sem vocês, eu diria, aliás, de preferência, sem vocês.

Se vocês conseguem apagar-se, a Graça é, então, uma bênção permanente, e vocês reencontram, então, seus olhos de criança, que não cessam de maravilhar-se com tudo o que se torna possível, com tudo o que se realiza sob os seus olhos.
Em momento algum vocês podem apropriar-se do que é realizado porque, vocês veem isso, a Graça realizou todo o trabalho, vocês são apenas testemunhos, apenas aquele ou aquela que veio acompanhar a Graça, aportá-la sobre seu mundo.

Eis o essencial do que eu tinha a dizer-lhes porque, compreendam bem que jamais lhes darão informações precisas, claras do que deve advir, do que poderia ser percebido como um objetivo qualquer.
A Graça é um movimento.
Não é, em caso algum, um objetivo a atingir.
Entrem na Dança e vocês verão por si mesmos.

Eu lhes agradeço por terem me acolhido entre vocês, e eu lhes digo até muito em breve.
------------------
Transmitido por Ar.

http://www.envol-du-phenix.org/air/air-francais-anael-6524.php

4 comentários:

  1. Vocês não poderão antecipar os eventuais obstáculos, porque não terão o tempo para isso.

    A Graça orquestra, de maneira minuciosa, o ritmo do que deve advir.

    Não procure compreender o porquê, o como.

    A Graça o quer inteiro.

    Se vocês conseguem apagar-se, a Graça é, então, uma bênção permanente, e vocês reencontram, então, seus olhos de criança, que não cessam de maravilhar-se com tudo o que se torna possível, com tudo o que se realiza sob os seus olhos.

    ResponderExcluir
  2. Rápido ... Rapidíssimo ... É o que nos aguarda. Inscrever-se na Ação da Graça, é vivenciarmos o Sagrado, seja o que for...Nossa!!!

    Quanto mais você desaparece da realização de suas próprias ações, .... Nossa!!!
    ...Não é mais você que decide...A Graça o quer inteiro. Nooossa!!!

    Soltando a bicicleta... Amém!!!

    Ela realiza o que deve ser, com ou sem vocês, eu diria, aliás, de preferência, sem vocês. Maravilha!!!

    Em momento algum vocês podem apropriar-se do que é realizado porque, vocês veem isso, a Graça realizou todo o trabalho, .... Infinitamente reconhecido e acolhido!!!

    A Graça é um movimento... Amém, Amado!!!

    ResponderExcluir
  3. "Inscrever-se na Ação de Graça é, portanto, ser Transparente, deixar-se percorrer, deixar desfilarem as ações, uma por uma, sem qualquer expectativa.
    "Não procure compreender o porque, o como. Isso não tem qualquer importância. ... Porque tudo, absolutamente tudo é Graça.

    "A Graça orquestra, de maneira minuciosa, o ritmo do que deve advir. Não há jamais, erro.
    "Aceitem-nos, com a mesma leveza, com a mesma transparência. Isso lhe garantirá viver a Graça em Ação.

    "Quanto mais você desaparece da realização
    de suas próprias ações, mais as ações
    serão portadas pela Graça.
    "Ela realiza o que deve ser, como ou sem vocês,
    eu diria, aliás, de preferência, sem vocês.

    "Se vocês conseguem Apagar-se, a Graça é, então, uma benção permanente.
    "Vocês são apenas Testemunhos, apenas aquele ou aquela que veio Acompanhar a Graça, Aportá-la sobre seu mundo.

    "A Graça é um movimento.
    Não é, em caso algum, um objetivo a atingir.
    "Entrem na Dança e vocês verão por si mesmo."

    ResponderExcluir
  4. "Não há profeta sem honra senão na sua pátria, entre os seus parentes, e na sua casa...

    E estava admirado da incredulidade deles..." Jesus, o Cristo

    ResponderExcluir