Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

5 de jul de 2012

MARIA – 5 de julho de 2012



Mensagem publicada em 6 de julho, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


Áudio da Mensagem em Francês

Link para download: clique aqui



Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.
Filhos bem amados, eu lhes aporto graça e Bênçãos, e eu me instalo ao seu lado.

Inúmeros elementos que lhes foram dados, pelo Arcanjo MIGUEL e METATRON, chamaram-nos a participar da Liberação da Terra.
Por sua Presença, por sua assiduidade, pelo trabalho já realizado, hoje, é-lhes oferecido ouvir-me – antes que o conjunto de seus Irmãos e de suas Irmãs, por toda a parte sobre este planeta ouçam-me – perceber-me e sentir-me ao seu lado, a fim de Comungar, a fim de experimentar o Amor (para além do confinamento, para além desse corpo e para além da alma), a fim de dar-lhes a viver, quando dessa Passagem, o que vocês São.

Nós estamos ao lado de vocês e, a partir desta noite, às 22 horas – hora francesa (ndr: ver a rubrica «Protocolos a praticar / Acolher o Manto Azul da Graça»).
Durante as três últimas sessões do Manto Azul da Graça, estarei, para vocês, ao seu lado.

A percepção comum de nossa ressonância e de nossa Comunhão tornar-se-á uma evidência tal que nunca mais vocês poderão olhar esse mundo do mesmo modo, e vocês apreenderão, então, a realidade e a intensidade de tudo o que nós temos realizado juntos, durante esses alguns anos.

Por meio dessa Comunhão e por meio de nossa Fusão, se vocês estão abertos a mim, como eu estou aberta a vocês, vocês perceberão a Verdade, aquela que é a mais inteira, a mais total, que se tornará, para vocês, a mais evidente.

Em minha última intervenção, eu lhes falava de instituições desse mundo.
Vocês as veem, sob seus olhos, desintegrando-se.
Eu lhes peço, vigorosamente, para chamar MIGUEL, chamar-me, assim como minhas Irmãs Estrelas ou os Anciões porque, através de nossa Comunhão, em seu Canal Mariano e no Interior de vocês, vocês encontrarão a iluminação e a força necessárias para atravessar este período, a fim de passar à Eternidade.

Progressivamente e à medida que vocês viverem nossas Comunhões, nossas Fusões, vocês se aproximarão de sua Dissolução, em uma Paz a nenhuma outra similar.
Não há outro modo de ver e de viver o que se desenrola aos seus olhos de carne.
Vocês ali extrairão tudo o que é suficiente, necessário e útil para serem, enfim, o que vocês São.

Nós estamos aí, em vocês, ao seu lado, em seus Céus, para permitir-lhes realizar essa Passagem, de maneira a mais suave, a mais alegre e, também, por sua Consciência, a mais evidente.
Voltem seu olhar e seu Coração para nós, ao invés de para o que vai desenrolar-se, concernente ao que morre e que não é Eterno e que não tem sentido algum, em comparação com o Amor e a Luz e a Beleza.

Suas noites, seus dias vão transformar-se.
Nós já sabemos que muitos de vocês, desde algumas semanas ou alguns meses, pela ação da Onda de Vida e do Manto Azul da Graça, começaram o retorno Eterno à Eternidade.
A Liberação não é uma vã palavra.
Vocês constatam, por si mesmos, que o que vocês vivem é Amor e não o que a pessoa que vocês eram, ainda há alguns meses, podia imaginar, conceber ou criar como Amor.
Sua visão não é mais afetada pelas regras e os quadros desse mundo, mas pelo Amor, no sentido o mais elevado, aquele do qual meu Filho havia falado e que, no entanto, foi tão alterado pelos homens e as mulheres, no conjunto desse mundo.

A Liberdade, a Liberação que vocês vivem permite-lhes não mais serem afetados pelo desenrolar do cenário desse mundo, qualquer que seja.
Toda força, todo Amor e toda Verdade encontram-se no que nós estabelecemos juntos.
Vocês ali extrairão tudo o que é necessário, vocês ali extrairão o essencial.
Todo o resto parecer-lhes-á, efetivamente, insípido, progressivamente e à medida que aceitarem Abandonar o que vocês creem ser, para penetrar a Eternidade.
Esse é o modo o mais adequado para viver essa Passagem da Sombra à Luz e reencontrar o que vocês São, inteiramente.

Quanto mais vocês se Abandonarem à Luz, quanto mais Abandonarem-se, si mesmos, mais vocês descobrirão a verdadeira Vida, a Vida Eterna em CRISTO.
Vocês permanecerão, ainda, o tempo necessário, e curto, na superfície desse mundo, percorrendo-o ao seu modo, mas emanando o que jamais emanaram, até o presente, porque seu Coração estará presente, não em sua cabeça, mas na realidade do que há a viver.

A Paz tornar-se-á sua Morada, qualquer que seja a não Paz desse mundo.
Vocês ali trabalharão sem reagir, sem ali sentirem-se implicados ou concernidos, em um Contentamento que poucos de vocês conheceram.
Isso implicará e induzirá, em vocês, uma Consciência e uma Confiança novas, nas quais a certeza não poderá ser alterada por qualquer atividade de seu intelecto.

Vocês saberão onde está a Verdade, além de todo discurso, além de toda justificação e de toda explicação.
O tempo que vocês vivem é um tempo específico e, durante estas três semanas, pela ação do Manto Azul da Graça, quando de nossos encontros, Vibrações novas aparecerão nesse corpo, que lhes permitirão, aí também, passar às Moradas da Eternidade, à vontade, virem ver-nos ou acolher-nos, de maneira cada vez mais sensível, cada vez mais evidente, pondo fim a toda dúvida, pondo fim a todas as suas crenças, a todas as suas ilusões, a todas as suas esperanças e a todos os seus desejos, porque nada haverá a desejar o a esperar e, para vocês, realmente, tudo estará consumado, inteiramente: A Ascensão será realizada.

Nestes Tempos últimos – e o fim da Ilusão – e o início da verdadeira Vida, além de minhas palavras, nossas Comunhões, nossas Fusões e seus mecanismos de sua própria Consciência, vocês se darão conta e darão o valor, a veracidade e a intensidade disso.

Como os Anciões disseram, eu posso apenas dizer-lhes: «fiquem tranquilos, esqueçam-se do que deve sê-lo».

Como lhes dizia minha Irmã TERESA, o que é importante para vocês?
É um ou o outro, e vocês o constatarão.
Vocês não poderão mais, de modo algum, estar na porta do falso.
Vocês não poderão mais, de modo algum, desempenhar papéis que não são conformes à Verdade do Amor.

Será necessário aceitar ver o que a Luz e o Amor, e minha Presença dar-lhe-ão a ver, porque vocês ali encontrarão a iluminação a mais perfeita e, também, a força para superá-lo.
Vocês constatarão, por si mesmos e, em definitivo, que quaisquer que sejam os horrores ou as alegrias que vocês tenham vivido, nessa pessoa que vocês são, há muitas coisas que vão desaparecer, porque não Eternas, não permanentes.

Mais do que nunca, o Apelo da Luz, o Apelo que é o meu, o Apelo da Terra, pela Onda de Vida, vai aparecer-lhes como a única possibilidade de escapar de todo sofrimento, de todo desequilíbrio, de toda doença e de todo obstáculo e que, se, ao contrário, vocês resistem, que, se, ao contrário, vocês não vivem – por uma recusa que apenas pode vir de vocês – o que se desenrola, bem, vocês assumirão sua Liberdade.

O Amor que está aí, que se manifesta através de nossas Comunhões e nossas Fusões, é a única Verdade.
Todo o resto são apenas elaborações, construções, que apenas têm sentido através da limitação desse mundo.

Mas vocês não são desse mundo.
Vocês são bem mais vastos, bem maiores do que o que lhes dá a observar sua consciência limitada, desse corpo, dessa vida.
Mas o que eu digo não tem que ser aquiescido, mas vocês o viverão, vocês vivem os efeitos disso e assim, portanto, são vocês mesmos que se colocarão na Liberdade ou nos apegos a esse mundo.
Tudo se realiza em vocês.

O Canal Mariano está pronto.
Mergulhem nele, e vocês encontrarão a Paz.
Mergulhem em sua Verdade Eterna, e vocês viverão a Paz.
Tentar resistir, tentar opor-se ou confrontar-se a esse mundo, em seus desequilíbrios, fará apenas fazê-los resistir e sofrer.

Então, é claro, para vocês, existe, através de coisas que não concernem à sua vida, mas ao planeta, em sua totalidade, elementos que podem ser difíceis, que podem ser, mesmo, terríveis, mas nada disso pode ter-se diante do Amor, nada disso pode ser real, na condição de que vocês mesmos tornem-se essa Verdade e essa Beleza, na condição de que vocês permaneçam na consciência de nossas reuniões, na consciência de Paz Suprema, de Alinhamentos, de meditações, em suma, tudo o que vocês realizam em alguns momentos e de que vocês extrairão uma força cada vez mais viva e cada vez mais evidente, para manifestarem-se, bem além desse mundo, justamente, em suas Moradas de Eternidade.

O tempo de nossa União, de nosso Amor e de sua Liberdade está aí.
Então, é claro, aí também, de acordo com seu olhar, se o olhar é aquele de seus olhos, de sua pessoa, de seus interesses nesse mundo, bem, isso os afastará do Amor.
Em contrapartida, se o olhar é aquele de nossos Reencontros, de minha Presença ao seu lado e de nossas Presenças ao seu lado, então, esse olhar não poderá mais, jamais, ser separado, dividido, inscrito no medo, inscrito na continuação desse mundo.

Vocês viverão, realmente, a Liberdade.
Vocês viverão, em Consciência, essa Liberação.
Quando nós lhes dissemos que estávamos ao seu lado: é claro, vocês vão vivê-lo, vocês, que têm sido os Ancoradores, os Semeadores de Luz, ou vocês que descobrem a Luz, agora.

Tudo o que se desenrola, desenrolar-se-á no exterior de vocês e em vocês.
E o que se desenrola em vocês é bem mais vasto, bem mais importante do que o que esse mundo terá a atravessar.
Se vocês aceitam entrar no que vocês São, o que viverão será tão intenso, que seu olhar mudará, que seus hábitos mudarão, em todos os níveis.

Durante estes tempos (que são tempos extremamente reduzidos em duração, mas extremamente fortes em intensidade, porque as Vibrações da Luz, porque a própria Onda de Vida vêm aquecer esse Efêmero que está aí e que não é a verdadeira Vida), eu me tenho ao lado de cada um de vocês.

Alguns de vocês respondem à minha Presença, pela Onda de Vida que sobe e que lhes dá a viver essa felicidade e esse Êxtase, no qual nada mais existe que não o espaço de nossa Comunhão e o espaço de nossa Fusão.
Não há melhor preparação, doravante.
Não há melhor possibilidade de viver essa Passagem.

Doravante, e para aqueles de vocês os mais assíduos ao próprio Abandono de si mesmos em seus hábitos e no que é limitado, entre vocês que são os mais avançados, como Liberadores, eu instalarei minha Presença, permanentemente.

Além do Apelo que lhes é próprio, e tal como foi explicado pelos Arcanjos, o fato de Comungar, permanentemente, entre nós, insuflará toda a potência do Amor, toda a Vibração do Amor e liberá-los-á do confinamento.
Vocês encontrarão, seja comigo, seja com minhas Irmãs ou alguns Anciões, vocês encontrarão, nessa União e nessa Comunhão, o que vocês haviam perdido.
A multidimensionalidade, a Transcendência, a Humildade, a Simplicidade crescerão, progressivamente e à medida que nós nos conscientizaremos de nossa União, de nossa Comunhão.

Assim, eu vim convidá-los, vocês que estão aqui, vocês que escutarão, vocês que lerão, quer vocês sejam Liberadores ou, ainda, hesitantes e oscilantes.
Se vocês realizam o que disse o Arcanjo MIGUEL, a partir desta noite, vocês constatarão, com evidência, que algo de irremediável mudou, que algo que os preenche, que os abre e que os tira, verdadeira e literalmente, de tudo aquilo a que vocês estavam, ainda, apegados, de todas as suas crenças, de todas as ilusões dessa vida.

O que vem é a verdadeira Vida, a Vida Eterna, aquela que não se embaraça com o medo, com um corpo ou com esse mundo.
Isso não é, aí tampouco, uma necessidade de fugir desse mundo, mas, efetivamente, a Verdade do que vocês São, e unicamente isso, que os chamará.

Estejam atentos ao que se manifestará ao seu lado esquerdo.

Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra, e eu me aproximo de vocês, cada vez mais, perguntando-lhes se vocês querem ser Livres, se querem voltar a ganhar as Moradas de Paz Suprema, as Moradas de Paz e de Amor.

Nossas Comunhões, nossas Uniões vão tornar-se, de algum modo, cada vez mais palpáveis, cada vez mais sensíveis e, sobretudo, entre vocês, para alguns, cada vez mais permanentes, e eu estarei, efetivamente, ao seu lado.

Então, é claro, no olhar da personalidade, isso não pode ser.
Há uma negação, antes mesmo de vivê-lo, porque, na personalidade, se ela aceita esse contato, ela sabe, pertinentemente, que ela desaparece.

Eu venho insuflar-lhes, além de meu Apelo coletivo, a Força, o Amor e a Paz, para viver o que há a viver aqui: a Liberação da Terra e sua Liberação.
Lembrem-se, também, de que o Amor e a Luz são Inteligência e que, se vocês aquiescem, o Amor e a Luz guiarão sua vida, bem melhor do que vocês o fariam, nestes tempos específicos.
Aí também, cabe a vocês decidir, cabe a vocês ver o que querem e o que podem.
Vocês podem, efetivamente, regozijar-se, e esse regozijo nada tem a ver com os prazeres e os desejos desse mundo.

As experiências levadas por sua consciência transformam-nos, mais facilmente do que nunca.
Tudo o que é vivido é uma pedra aportada ao seu edifício de Amor e de Eternidade.
Então, é claro, no que há a viver, agora, para vocês, os Liberadores e aqueles que acolhem o Eu Sou, isso poderá parecer, para aqueles que estão na resistência, como uma ilusão, como algo que eles não podem compreender e que, portanto, é, para eles, perigoso.
Não se ocupem disso.

A Luz e sua Inteligência, o Amor e sua Beleza extirpá-los-ão, literalmente, de tudo o que não é essa Eternidade, esse Amor, sem que vocês tenham nada a fazer.
Tudo se desenrolará à perfeição, porque vocês trabalharam, porque vocês tornaram possível minha Presença ao seu lado.
E, se minha Presença ao seu lado faz-se permanente, vocês serão nutridos, porque uma Mãe nutre seus filhos, com o Maná Celeste, e esse Maná Celeste não tem necessidade de nada mais.

Então, é claro, para um corpo humano, isso pode parecer impossível.
Isso é impossível enquanto eu não estou aí ou enquanto uma de minhas Irmãs não está aí.
Mas a permanência de nossa instalação, muito rapidamente, permitirá a vocês constatar os efeitos de nossa Presença.
Vocês não terão mais necessidade do que quer que seja, nem de dormir, nem de comer, nem de discutir, nem de lutar.

Vocês mergulharão, cada vez mais, em nosso Reencontro, porque tudo ali está, porque, nesse Reencontro, vocês vivem a Liberdade, qualquer que seja, ainda, esse mundo.
E, aí também, convém colocar-se a questão: «vocês querem ser Livres, querem Comungar, querem Fusionar, ou preferem permanecer confinados, preferem fazer o que há a fazer sobre esse mundo, ao invés do que eu lhes proponho?».

Uma Mãe que ama deixa Livres seus filhos: eu lhes proponho e vocês dispõem.
Aí está o Amor.
Aí está a Liberdade.
Ninguém virá contrariar sua escolha, mesmo se algumas dessas escolhas, até o momento da Liberação coletiva, possam levá-los a alguns elementos que, no momento, possam parecer-lhes desagradáveis, difíceis.

Vocês o escolheram, ninguém mais que não vocês o escolheram, porque esses momentos são privilegiados e estão inscritos de toda a Eternidade e são, se se pode dizê-lo, uma forma de consequência direta de suas escolhas.

Eu responderei a cada um de vocês, como minhas Irmãs disseram, mas a instalação dessa permanência de minha Presença pode desestabilizá-los, em um primeiro tempo, ainda que apenas pelo desaparecimento de toda necessidade desse corpo que vocês habitam.
Isso não deve ser um esforço de vontade ou uma necessidade de conformar-se ao que eu terei, por exemplo, anunciado, mas, bem mais, sua Verdade que há a viver, se vocês aceitam, como foi dito, desaparecer, inteiramente.

Se vocês desaparecem – ao nível do intelecto, ao nível de suas emoções, ao nível da atração por esse corpo – constatarão que vocês ali continuam, nesse corpo, mas que nunca mais as coisas serão como antes.
Nunca mais vocês poderão dar peso a um sofrimento, porque vocês se aliviarão, cada vez mais facilmente, em um Amor cada vez maior, que existe entre nós, mas que existe, também e, sobretudo, em vocês.
Vocês o viverão, e vocês o viverão, cada vez mais intensamente, que vocês se beneficiarão do influxo do Manto Azul da Graça nestas três últimas sessões, que lhes dá a viver as percepções de que lhes falou o Arcanjo MIGUEL (ndr: ver a rubrica «Protocolos a praticar / Acolher o Manto Azul da Graça» e a referência às quintas-feiras 5, 12 e 19 de julho).

A potência sairá daí.
Todas as questões serão varridas diante da evidência do que vocês São.
Vocês foram nomeados os Filhos da Liberdade, e vocês são, também, os Liberadores de sua própria Liberdade, desta Terra.
Restabelecendo esta Comunhão e esta Fusão com nossos Planos, vocês assinalam o Retorno à sua Casa, à sua evolução.
Aí também, eu me repito, cabe a vocês ver, cabe a vocês decidir: onde vocês se colocam, onde vocês se põem, vocês estão prontos para acolher-me?

Como Mãe, eu o sou, todo o tempo, agora, porque estou, já, ao lado de vocês.
Eu permaneço com vocês, ao seu lado e em vocês, nessa Comunhão e nessa União, Fonte de Alegria, porque se trata de Reencontros, que reforçam, para vocês, aqui, para vocês que escutarão, para vocês que lerão, porque o que nós vamos reforçar (nossa Comunhão, nossa União, nosso Amor) é independente do tempo, independente do espaço, independente desse mundo.
No Silêncio, revela-se nossa União.

A Vibração do que foram nomeados o décimo primeiro e o décimo segundo Corpos vai testemunhar, também, e ser o testemunho dessa Comunhão.
Os últimos véus do que os alienavam estão, nesse momento mesmo, desaparecendo, totalmente.
Eu os convido a estarem à escuta de si mesmos e, sobretudo, de nós mesmos.
Aqui mesmo, nessa Paz, eu os acolho, como vocês me acolhem.

Muitas manifestações vão aparecer, seja em suas noites, em seus Céus, em seus momentos de quietude ou em momentos comuns.
Não recusem.
Vivam o efeito e a Verdade delas porque, através disso, vocês descobrirão, como eu disse, tudo o que é necessário para viver, agora, o que há a viver.

Lembrem-se, também, de que vocês não podem levar ninguém, de onde vocês estão e para onde vão, que o único testemunho que vocês podem dar é para si mesmos e para aqueles de seus Irmãos e Irmãs que lhes aparecerão, com extrema facilidade, eles também, como Liberadores.
Porque, reencontrando um Irmão e uma Irmã que vivem essa Liberação e que é um Liberador, o Som que vocês ouvem tornar-se-á mais intenso e será mais agudo.
Isso já lhes foi explicado.
Isso será, de algum modo, um testemunho e o barômetro das diferentes interações possíveis, ainda, sobre esse mundo.

Lembrem-se, também, do que lhes disseram os Anciões: que todo apego é uma resistência à minha Presença.
Eu não venho pedir-lhes o que quer que seja mais que não Ser vocês mesmos; eu não venho pedir-lhes para mudar sua vida porque, isso, é o mundo que a mudará.
Mas mudar o que vocês são, para desaparecer do que vocês não são, de tudo o que faz apenas passar e que provoca resistência e sofrimento.
Porque eu venho aportar-lhes a Paz da Liberdade, a Paz do Amor, que não é outra que não vocês mesmos, quando não estão mais submissos às Ilusões, ao Efêmero.

Por essas palavras, eu rendo graças à sua escuta, ao seu acolhimento, à nossa União, à nossa Comunhão, à nossa Fusão e à Dissolução de todas as ilusões.

Lembrem-se de que nenhum olhar exterior pode aportar-lhes o que eu lhes aporto.
Trata-se de prioridade, trata-se de mecanismos que lhes foram longamente explicados, sobre a Atenção e a Intenção e, sobretudo, sobre a Transparência e a Infância.
Guardem isso, em algum lugar em vocês, porque vocês terão necessidade disso, em alguns momentos, mas vocês podem contar conosco.
Nós assistimos, juntos, ao seu Renascimento.

Filhos bem amados, aqui e por toda a parte, vocês que estão abertos, vocês que trabalharam ou trabalharão, vocês estão, de algum modo, nas linhas de frente.
Sejam lúcidos.
Sejam Humildes.
Sejam Transparentes.
Nada parem, nada bloqueiem, nada rejeitem porque, na Paz de nosso Reencontro, nada pode existir para alterar o que vocês vão encontrar: vocês mesmos, além de qualquer papel, além de qualquer efêmero.

Sejam Humildes.
Rendam graças, como nós rendemos graças.
Voltem-se para nós, como nós nos voltamos para vocês.
Aí está a Passagem.
Amem, não como a necessidade de mostrar ou de demonstrar, mas, simplesmente, sendo o que vocês São.

Eu sou Maria, Rainha dos Céus e da Terra, e eu lhes dou encontro quando o desejarem, porque nós estamos aí, porque todas as separações, todos os Véus, todas as camadas isolantes não estão mais, para nós, não existem mais.
Verdadeiramente.

Apenas suas próprias resistências podem, ainda, ser ativas, mas, mesmo a essas resistências, não se interessem.
Busquem o Reino dos Céus, todo o resto seguirá, sem qualquer exceção.
Se vocês adotam esse preceito, constatarão, por si mesmos, essa Verdade essencial.

Eu os beijo na bochecha e serro-os contra meu Coração.
Eu me apoio em seu braço e digo-lhes, se o desejarem, até já, por todo o tempo que desejarem.

Eu sou MARIA, e eu lhes digo: boa PAZ.
Isso começa a partir desta noite.
Alguns de vocês foram avançados, em seu ardor para viver sua Liberdade, sua Liberação.
Alguns estarão um pouco em atraso.
Nenhuma importância.
Eu os Amo.
Até breve.
________________________________________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/.


4 comentários:

  1. Por sua Presença, por sua assiduidade, pelo trabalho já realizado, hoje, é-lhes oferecido ouvir-me – antes que o conjunto de seus Irmãos e de suas Irmãs, por toda a parte sobre este planeta ouçam-me – perceber-me e sentir-me ao seu lado, a fim de Comungar, a fim de experimentar o Amor (para além do confinamento, para além desse corpo e para além da alma), a fim de dar-lhes a viver, quando dessa Passagem, o que vocês São <> Voltem seu olhar e seu Coração para nós, ao invés de para o que vai desenrolar-se, concernente ao que morre e que não é Eterno e que não tem sentido algum, em comparação com o Amor e a Luz e a Beleza <> A Liberdade, a Liberação que vocês vivem permite-lhes não mais serem afetados pelo desenrolar do cenário desse mundo, qualquer que seja <> Vocês permanecerão, ainda, o tempo necessário, e curto, na superfície desse mundo, percorrendo-o ao seu modo, mas emanando o que jamais emanaram, até o presente, porque seu Coração estará presente, não em sua cabeça, mas na realidade do que há a viver <> Então, é claro, para vocês, existe, através de coisas que não concernem à sua vida, mas ao planeta, em sua totalidade, elementos que podem ser difíceis, que podem ser, mesmo, terríveis, mas nada disso pode ter-se diante do Amor, nada disso pode ser real, na condição de que vocês mesmos tornem-se essa Verdade e essa Beleza <> Durante estes tempos (que são tempos extremamente reduzidos em duração, mas extremamente fortes em intensidade, porque as Vibrações da Luz, porque a própria Onda de Vida vêm aquecer esse Efêmero que está aí e que não é a verdadeira Vida), eu me tenho ao lado de cada um de vocês <> Se vocês desaparecem – ao nível do intelecto, ao nível de suas emoções, ao nível da atração por esse corpo – constatarão que vocês ali continuam, nesse corpo, mas que nunca mais as coisas serão como antes.

    ResponderExcluir
  2. "O Amor que está aí, que se manifesta através de nossas Comunhões e nossas Fusões, é a única Verdade.
    Todo o resto são apenas elaborações, construções, que apenas têm sentido através da limitação desse mundo.

    Mas vocês não são desse mundo.
    Vocês são bem mais vastos, bem maiores do que o que lhes dá a observar sua consciência limitada, desse corpo, dessa vida."

    -É isso aí. Nós somos AMOR. Todo resto é ilusão. Todo resto são as camadas da cebola, são as experiências pertencentes a este mundo.

    ResponderExcluir
  3. A Mãe disse:

    "Nós estamos aí, em vocês, ao seu lado, em seus Céus, para permitir-lhes realizar essa Passagem, de maneira a mais suave, a mais alegre e, também, por sua Consciência, a mais evidente.
    Então, é claro, no que há a viver, agora, para vocês, os Liberadores e aqueles que acolhem o Eu Sou, isso poderá parecer, para aqueles que estão na resistência, como uma ilusão, como algo que eles não podem compreender e que, portanto, é, para eles, perigoso.
    Não se ocupem disso.
    Se vocês desaparecem – ao nível do intelecto, ao nível de suas emoções, ao nível da atração por esse corpo – constatarão que vocês ali continuam, nesse corpo, mas que nunca mais as coisas serão como antes.
    Os últimos véus do que os alienavam estão, nesse momento mesmo, desaparecendo, totalmente.
    Trata-se de prioridade, trata-se de mecanismos que lhes foram longamente explicados, sobre a Atenção e a Intenção e, sobretudo, sobre a Transparência e a Infância.
    Guardem isso, em algum lugar em vocês, porque vocês terão necessidade disso, em alguns momentos, mas vocês podem contar conosco.
    Busquem o Reino dos Céus, todo o resto seguirá, sem qualquer exceção.
    Se vocês adoram esse preceito, constatarão, por si mesmos, essa Verdade essencial.
    ..até já..."

    ..."Beijo na bochecha",... Que lindo!!!
    Noemia

    ResponderExcluir
  4. Filhos bem amados, aqui e por toda a parte, vocês que estão abertos, vocês que trabalharam ou trabalharão, vocês estão, de algum modo, nas linhas de frente.Sejam lúcidos.Sejam Humildes.Sejam Transparentes.Nada parem, nada bloqueiem, nada rejeitem porque, na Paz de nosso Reencontro, nada pode existir para alterar o que vocês vão encontrar: vocês mesmos, além de qualquer papel, além de qualquer efêmero.Sejam Humildes.Rendam graças, como nós rendemos graças.Voltem-se para nós, como nós nos voltamos para vocês.
    Aí está a Passagem...Eis o AMOR da Amada Mãe!Rendo Graças A Todos!Abração, Rosângela
    Amem, não como a necessidade de mostrar ou de demonstrar, mas, simplesmente, sendo o que vocês São.

    ResponderExcluir