Seguidores

SE VOCÊ COMPARTILHAR ALGUMA MENSAGEM DESTE BLOG, FAVOR REPRODUZI-LA EM SUA INTEGRALIDADE, CITANDO A FONTE OU INDICANDO O LINK DA MESMA.

17 de mar de 2012

ANAEL – 17 de março de 2012


Mensagem publicada em 18 de março, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


Eu sou ANAEL, Arcanjo.

Bem amados Filhos da Luz, bem amadas Sementes de Estrelas, bem amadas Eternidades, eu venho a vocês, em uma forma lógica – como Arcanjo da Relação, da Comunicação e do Amor – continuar o que exprimiram dois Anciões: IRMÃO K e UM AMIGO (ndr: ver intervenções deles, de hoje), não tanto para desenvolver outras coisas, mas para que, através de seus questionamentos, eu possa, de algum modo, apoiar e amplificar o mecanismo de ressonância do Absoluto.

A Onda da Graça oficia e opera, por minha Presença, que simula a Terra e seu Núcleo a cantar o Canto da Liberdade, o Canto de sua Liberdade.
No sagrado deste espaço, neste lugar e em outros lugares, eu acolho sua Presença, sua Eternidade.
Assim, cada interrogação será a oportunidade de viver a Onda, sua Magnificência e sua Paz.

Eu estou, portanto, com vocês, ao mesmo tempo que a Onda.

Eu os escuto.

Questão: qual é a diferença entre viver a Liberação e viver o Absoluto?
 
O Absoluto, bem amado, é sua natureza fundamental.
A Liberação é, justamente, viver o Absoluto.

O Absoluto não é uma palavra.
O Absoluto não é uma representação.
Ele não é, tampouco, um estado.
Ele é, efetivamente, o Final, a realidade que sustenta tudo, absolutamente tudo.
Sem Absoluto não poderia existir o mínimo ego, a mínima pessoa, a mínima manifestação, a mínima criação.

A Liberação – ou Ressurreição – não é morrer, mas, efetivamente, nascer à Verdade.

Empregando uma linguagem metafórica, vocês são, efetivamente, uma pessoa que, etimologicamente, é aquele que porta uma máscara.
Essas máscaras são visíveis umas às outras.
Por trás dessa máscara não há uma pessoa: há o Absoluto.

O Absoluto separou-se, ele mesmo, para criar o próprio sentido da Consciência.
O Absoluto não é a Consciência.
Ele é o que está antes da Consciência.

Questão: qual é a diferença essencial – se há uma – entre real e Absoluto?
 
Bem amado, tudo – absolutamente tudo – o que experimenta a Consciência é considerado, por ela, como real.
Desse ponto de vista, o real existe.

Existir é ter-se fora de alguma coisa.
A existência é, portanto, formal e etimologicamente, uma projeção fora da Verdade Absoluta.

Esse corpo ao qual vocês são identificados – e que é passageiro – é uma verdade, mas uma verdade relativa.
De próximo em próximo, a Consciência vive outros estágios, outros estados, outras aquisições, outras manifestações.
Vem um momento – que não é, necessariamente, sucessivo – em que a consciência percebe que ela mesma não existe.
Esse real, para além de toda realidade, é a única Verdade Absoluta.

Bem amado, eu o remeto, para isso, ao que eu disse com referência à «verdade relativa» e «Verdade Absoluta» (ndr: intervenção de 10 de agosto de 2010, especialmente).

O que você vive é sua verdade.
O que vive cada um de vocês é sua verdade, e ela não é contestável.
De verdade em verdade (relativa a cada vez), vocês se aproximam de outra coisa.
Essa outra coisa – nomeada Desconhecido – não pode ser, de modo algum, apreendida, percebida ou vivida pelo que já foi conhecido.
Vocês devem ir do outro lado, deixando cair todas as máscaras, todas as ilusões, todas as pessoas, todas as histórias: Crucificação e Ressurreição.

Então, naquele momento, é tornado possível o acesso ao Real Final, que é Liberação, que é Êxtase.
Isso não pode ser conceituado, nem mesmo imaginado.
Em contrapartida, a partir do instante em que a Onda de Vida agiu e transcendeu a carne, vocês são o Absoluto.

Isso não é uma afirmação, mas tornar-se-á, para vocês mesmos, naquele momento, uma evidência, bem além de uma constatação, porque vocês são essa evidência.

O fim do Conclave Arcangélico pôs fim a uma Radiação Arcangélica circular, que foi substituída – ou à qual se substituiu – uma emissão linear – ou, antes, espiral – da ação Arcangélica, que vem, de algum modo, sustentar a ação de METATRON e magnificar a ação das Estrelas no Manto Azul da Graça: GEMMA, MA e MARIA (ndr: GEMMA GALGANI, MA ANANDA MOYI, MARIA).

A realização do novo Triângulo da Tri-Unidade – chamado Nova Eucaristia ou Nova Aliança, concretizada e conscientizada desde setembro de 2010 – é, hoje, a oportunidade de ser fecundado pelas três Estrelas nomeadas, permitindo ao Absoluto viver-se Absoluto.

O Absoluto faz despedaçar todo quadro de referência, toda referência, toda experiência.
É, de algum modo (e é nesse sentido que deve ser atravessado o que deve sê-lo), na Paz, que se produz essa Crucificação, que implica uma renúncia a todo efêmero, a toda Ilusão.
Essa renúncia não é nem um desgosto, nem uma rejeição porque, naquele momento, sendo Absoluto, vocês vivem algo que dele é o testemunho formal, que é: o Êxtase, esse gozo, que nada pode fazer desaparecer (testemunho privilegiado de sua Natureza, como da natureza de todas as coisas).

Questão: a linguagem dos pássaros tem importância para ajudar o mental a passar do círculo à espiral?

Não.
O único jogo mental concebível consiste em aplicar o que pôde exprimir-lhes – há algumas semanas – GEMMA GALGANI (ndr: intervenção de 18 de fevereiro de 2012).
Mas o modo o mais simples é, efetivamente, como lhes explicou UM AMIGO (ndr: ver sua intervenção de hoje), ficar tranquilo.

A Onda de Vida instalar-se-á muito mais facilmente enquanto vocês dormem, o que prova, efetivamente, que ela, estritamente, nada tem a ver, nem a empreender na pessoa, no ego.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Bem amados Filhos da Luz, bem amadas Eternidades, recoloquemo-nos, juntos, no Silêncio, na Ação da Graça e na Doação da Graça, alguns instantes.

... Partilha da Doação da Graça...

Eu sou o Arcanjo ANAEL.
Que a Graça seja sua Morada.
Eu lhes digo até breve, na Graça Eterna do Absoluto.

Até logo.
___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

2 comentários:

  1. "O Absoluto separou-se, ele mesmo, para criar o Próprio sentido da Consciência. Ele é o que está antes da Consciência.
    "Vem um momento em que a consciência percebe que ela mesma não existe. Esse real, para além de toda realidade, é a única Verdade Absoluta.
    "A existência é, portanto, formal e etimologicamente, uma projeção fora da Verdade Absoluta.
    "Vocês devem ir do outro lado, deixando cair todas as máscaras, todas as ilusões, todas as pessoas, todas as histórias: Crucificação e Ressurreição. Então naquele momento, é tornado possível o acesso ao Real Final, que é Liberação, que é Êxtase. A partir do instante em que a Onda de Vida agiu e transcendeu a carne, vocês são o Absoluto.
    "A Liberação - ou Ressurreição - não é morrer, mas efetivamente nascer à Verdade."

    "O Absoluto é sua Natureza fundamental.
    A Liberação é, justamente, Viver o Absoluto."


    "Que a Graça seja sua Morada.
    Graça Eterna do Absoluto."

    ResponderExcluir
  2. Empregando uma linguagem metafórica, vocês são, efetivamente, uma pessoa que, etimologicamente, é aquele que porta uma máscara. Essas máscaras são visíveis umas às outras. Por trás dessa máscara não há uma pessoa: há o Absoluto <> Esse corpo ao qual vocês são identificados – e que é passageiro – é uma verdade, mas uma verdade relativa <> Vem um momento – que não é, necessariamente, sucessivo – em que a consciência percebe que ela mesma não existe. Esse real, para além de toda realidade, é a única Verdade Absoluta <> Vocês devem ir do outro lado, deixando cair todas as máscaras, todas as ilusões, todas as pessoas, todas as histórias: Crucificação e Ressurreição <> O Absoluto faz despedaçar todo quadro de referência, toda referência, toda experiência <> A Onda de Vida instalar-se-á muito mais facilmente enquanto vocês dormem, o que prova, efetivamente, que ela, estritamente, nada tem a ver, nem a empreender na pessoa, no ego.

    ResponderExcluir